top of page

Inovar é caro?

Segundo o dicionário, a palavra inovar está relacionada com: tornar novo, renovar, restaurar, ou fazer algo como não era feito antes. E a partir dessa definição, podemos nos aproximar da resposta a essa pergunta. De modo geral, quando nos submetemos a coisas diferentes na nossa rotina, há mudanças de perspectiva visíveis. No mundo dos negócios, essas mudanças podem acarretar em criações e tecnologias que se determinam Inovações.

A resposta rápida para esta pergunta seria não. Mas depende. Provavelmente esse pensamento advém do conceito errôneo de que, se envolve tecnologia, então é oneroso. Tecnologia de ponta, de fato, envolve altos investimentos, mas a inovação não depende desse tipo de tecnologia. Inovar não significa necessariamente gastar muitos recursos e existe possibilidade, inclusive, de inovar sem gastar nada. A depender do mercado em que o empreendimento está inserido e o tipo de inovação sendo implementada, o custo será variável.



Além disso, investir pesado em inovações não necessariamente indica sucesso no que está sendo proposto. O resultado positivo depende de diversos fatores, incluindo mudanças e adesão de mercado, barreiras de entrada, comportamento do consumidor, possível relutância a novidades e até encontrar o momento certo para apresentar o produto, o chamado timing.

A grande virada de chave é entender que inovar envolve também simplificar processos. As canetas esferográficas, por exemplo, são sucessoras das canetas tinteiro e surgiram de um aprimoramento da ideia de usar uma esfera de metal que é molhada lentamente por um tubo de tinta no final do século XIX. Desde a sua criação em 1938, ainda não tiveram grandes mudanças. Através de um modelo simples, prático e fácil de usar, se espalharam rapidamente e hoje cerca de 10 milhões de canetas da marca Bic são vendidas diariamente em todo o planeta.


 


DICAS:


Apesar da Inovação nascer dos mais diversos aspectos, nem tudo que surge como novo se torna sucesso. Do total de novos produtos e serviços que vão surgindo, apenas uma pequena parcela deles se torna algo relevante. O resto cai no esquecimento. É necessário haver um bom planejamento para que inovações perdurem e tenham sucesso. Aqui vão algumas dicas na hora de inovar para não se perder na operação:

  • Teste. Antes de investir muito tempo e dinheiro em alguma mudança, faça pequenos testes para compreender se aquela inovação é promissora. Se possível, faça MVPs e ofereça o produto para possíveis clientes.

  • Invista em gestão. Compreenda o que tem que ser feito em cada área em específico para que as atividades funcionem normalmente.

  • Defina seus processos. Estabeleça rotinas, metas e indicadores de monitoramento financeiros para que, ao menor sinal de inconformidade, você consiga perceber mais rapidamente.

  • Pense em alternativas financeiras. Esteja pronto para as adversidades e para futuros problemas (porque eles surgirão!).

  • Tenha paciência. Muitas vezes, durante o processo, será necessário fazer modificações, pivotar e remontar as atividades. Seja paciente com o desempenho do seu negócio perante as mudanças que estão acontecendo.


Até mais!


2 visualizações

コメント


bottom of page